brends Listas

10 Livros que Deveriam Virar Filme

28 de novembro de 2017
jimdo.com

Uma coisa é certa: Todo mundo tem aquele livro que sonha em ver nas telonas, não é? Eu quase fico doida montando essa lista no fim de semana, simplesmente não conseguia me decidir entre qual entrava pro TOP 10. Mesmo sabendo que os filmes não são fiéis aos livros é legal ver criar vida.

Mas, para sustentar a minha teoria de que é sim interessante transformar narrativas literárias em roteiros cinematográficos, lanço aqui alguns filmes que são incríveis: Harry Potter por J.K Rowling, O senhor dos anéis por J. R. R. Tolkien, O Diário da Princesa por Meg Cabot, A Culpa é das Estrelas por John Green, IT – A coisa por Stephen King e claro, todos os do Nicholas Sparks. É óbvio que além desses exemplos que eu dei tem vários filmes que foram sucesso e foram todos inspirados em alguma obra literária.

Então é por isso que eu defendo que os bons livros devem sim ser transformados em filme, não como obras que se sustentam sozinhas, mas como um complemento a literatura e uma forma de ajudar a divulgá-la. Os livros que eu sempre sonhei ver nas telonas são:

10. A Court of Thorns and Roses por Sarah J. Maas

Nenhum mortal arriscaria se aventurar nas bordas e Prythian, o mundo proibido dos faeries. Mas a sobrevivência de Feyre e sua família depende da habilidade dela para caçar, pois a floresta onde vivem é fria e sombria durante os longos meses de inverno. Então, quando Feyre avista um cervo e ele está também na mira de um lobo, ela não resiste em lutar pela carne e para isso, precisa matar o predador e abater algo tão precioso vem com um preço – sua vida, ou sua liberdade.

Levada à força para Prythian, Feyre descobre que seu captor, cujo rosto é escondido por uma máscara, esconde muito mais do que seus olhos verdes brilhantes sugerem. A presença da garota na corte é guardada de perto e quando ela começa a descobrir o porquê, as terras dos faeries se tornam ainda mais perigosas. Especialmente depois que seus sentimentos em relação a Tamlin, seu captor passam de hostilidade para paixão e Feyre deve lutar para quebrar uma antiga maldição ou vai perdê-lo para sempre. 

 

09. A Rainha Vermelha por Victoria Aveyard

Uma sociedade definida pelo sangue. Um jogo definido pelo poder.

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe — e Mare contra seu próprio coração.

 

08. A Garota Americana por Meg Cabot

Samantha Madison é uma menina ruiva e rebelde de 15 anos, cheia de problemas.

Filha do meio, vive oprimida pela beleza da irmã mais velha Lucy e a inteligência de Rebecca, a caçula. Para piorar, ainda está apaixonada por Jack, namorado de Lucy. Em Washington, capital dos Estados Unidos, leva uma vida muito parecida com a de tantas outras garotas de sua idade. Até que um dia resolve matar uma aula de arte e, por acaso, salva o presidente americano de uma tentativa de assassinato. Samantha logo se transforma em uma celebridade internacional.

E vê sua vida virar de cabeça para baixo ao ser nomeada embaixadora da ONU, sem saber exatamente o que o cargo significa. As coisas ficam ainda mais enroladas quando descobre que aquele colega de sala bem bonitão é o filho do presidente. E está apaixonado por ela. Um romance muito divertido sobre os problemas, desejos e anseios de uma garota americana, que bem poderia ser uma típica adolescente como muitas que conhecemos.

 

07. The Raven Boys por Maggie Stiefvater

Todos os anos, Blue Sargent fica ao lado da sua mãe clarividente enquanto os espíritos daqueles que morrerão em breve passam por elas. Blue pessoalmente nunca havia visto nenhum deles – não até este ano, quando um garoto surge da escuridão e fala diretamente com ela. O nome dele é Gansey e Blue logo descobre que ele é um rico estudante de Aglionby, uma escola particular local. Ela tem por princípio ficar longe dos garotos de Aglionby. Conhecidos como Raven Boys (Garotos-corvo), eles só podem significar problema.

Mas Gansey é diferente. Ele tem tudo – família, dinheiro, boa aparência, amigos fiéis – mas está procurando por algo mais. Ele está em uma jornada que abrange outros três Raven Boys: Adam, o bolsista que se ressente dos privilégios à sua volta; Ronan, uma alma destemida que oscila entre raiva e desespero; e Noah, o guardião taciturno dos três, que percebe muitas coisas, mas pouco fala.

Desde pequena, Blue sempre ouviu de sua família vidente que ela mataria o seu amor verdadeiro. Ela nunca pensou que isso seria um problema. Mas agora, enquanto sua vida se cruza com o mundo estranho e sinistro dos Raven Boys, ela não tem mais tanta certeza.

 

06. Six of Crows por Leigh Bardugo

A OESTE DE RAVKA, ONDE GRISHAS SÃO ESCRAVIZADOS E ENVOLVIDOS EM JOGOS DE CONTRABANDISTAS E MERCADORES…

Fica Ketterdam, capital de Kerch, um lugar agitado onde tudo pode ser conseguido pelo preço certo. Nas ruas e nos becos que fervilham de traições, mercadorias ilegais e assuntos escusos entre gangues, ninguém é melhor negociador que Kaz Brekker, a trapaça em pessoa e o dono do Clube do Corvo. Por isso, Kaz é contratado para liderar um assalto improvável e evitar que uma terrível droga caia em mãos erradas, o que poderia instaurar um caos devastador.

Apenas dois desfechos são possíveis para esse roubo: uma morte dolorosa ou uma fortuna muito maior que todos os seus sonhos de riqueza. Apostando a própria vida, o dono do Clube do Corvo monta a sua equipe de elite para a missão: a espiã conhecida como Espectro; um fugitivo perito em explosivos e com um misterioso passado de privilégios; um atirador viciado em jogos de azar; uma grisha sangradora que está muito longe de casa; e um prisioneiro que quer se vingar do amor de sua vida. 

O destino do mundo está nas mãos de seis foras da lei – isso se eles sobreviverem uns aos outros.

05. Fangirl por Rainbow Rowell

Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme.

Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real.

Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências.

Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?

04. Mentirosos por E. Lockhart

Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano o patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence – neta primogênita e principal herdeira –, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais.

Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.

 

03.  A seleção por Kiera Cass

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.

Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.

Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

02. Minha Lady Jane

Toda história tem sempre duas versões… Inglaterra, século XVI, dinastia Tudor. O jovem Rei Eduardo VI está à beira da morte e o destino do país é incerto. Para evitar que o poder caia em mãos erradas (leia-se: nas mãos de Maria Sangrenta), Eduardo é persuadido por seu conselheiro a nomear Lady Jane Grey, sua prima e melhor amiga, como a legítima sucessora. 

Aos 16 anos, Jane está em um relacionamento muito sério com seus livros até ser surpreendida pela trágica notícia de que terá de se casar com um completo estranho que (ninguém lembrou de contar para ela) tem um talento muito especial: a habilidade de se transformar em cavalo.

E, pior ainda, descobre que está prestes a se tornar a nova Rainha da Inglaterra! Arrastada para o centro de um conflito político, Jane suspeita de que sua coroação na verdade esconde um grande plano conspiratório para usurpar o trono. Agora, ela precisa definitivamente manter a cabeça no lugar se… bem, se não quiser literalmente perder a cabeça. Um rei relutante, uma rainha-relâmpago ainda mais relutante e um nobre (e) garanhão puro-sangue que não se conformam com o destino que lhes foi reservado; uma história apaixonante, envolvente, cativante, sedutora… e mais uma porção de sinônimos que só Lady Jane seria capaz de listar.

Tudo com uma leve semelhança com os fatos históricos… afinal, às vezes a História precisa de uma mãozinha.

 

1.   Anna e o beijo francês

Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex.

Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas.

Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?

 

Essa lista teria muito mais itens se dependesse de mim, talvez eu faça uma parte dois qualquer dia. E para vocês, que livros deveriam ser transformados em filme?

Compart. 0

You Might Also Like

No Comments

Comentários